Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2020

Destaque

Por que escrever?

Imagem
A escritura como necessidade. Por quê? Escrever para encontrar-se com seu pensamento; Escrever para criar; Escrever para resistir; Escrever para ler; Escrever para aprender; Escrever para ter um teto; Escrever para enfrentar o bloqueio da escrita; Escrever poesia;

O Baixo melódico de Arthur Maia

Imagem
A gravadora Biscoito Fino acabou de lançar o show completo do projeto Arthur Maia Ao Vivo . O trabalho ficou muito interessante. Especialmente pelos arranjos e a já conhecida criatividade musical do baixista. Ao longo da apresentação fica evidente o estilo melódico que Arthur imprime na condução dos graves e dos  grooves recheados de harmônicos. Registro valioso deste mestre da música popular falecido em 2018. Músicos do Show Bateria: Felipe Martins e Di Stéffano Teclados: Luiz Otávio e Claudio Andrade GUitarra: Ticão Freitas Saxofone e Flauta: Marcelo Martins Trompete e Flugelhorn: Jessé Sadoc Trombone: Aldivas Ayres Percussão: Enio Taquari e Gustavo Carvalho Músicos Convidados Guitarra: Fernando Caneca Bandolim: Sérgio Chiavazzoli Artistas Convidados Ivan Lins Seu Jorge Gravado em 2015 no Teatro do Centro de Artes UFF (Niterói),  é o único registro ao vivo de um show do baixista, compositor e produtor Arthur Maia. Trata-se de um apanhado de canções que Arthur reuniu especialmente par

Educar na Pandemia #3

Imagem
Chegamos a terceira parte dos breves escritos sobre educar na pandemia. Desta vez compartilho algumas das ferramentas e recursos que utilizo nas aulas, tanto em ambientes  online quanto offline . O que são ferramentas educacionais? Entendo por ferramentas os softwares, as aplicações e qualquer outra tecnologia que possa beneficiar professores e alunos no processo de ensino e aprendizado musical. Neste momento, em decorrência da pandemia, fiz uma seleção de plataformas virtuais de ensino, aplicações para gravação de áudio e recursos que funcionam tanto  online quanto offline quando instalados no computador ou smartphone . Suponho então que, tanto os alunos quanto os professores disponham de celular e/ou computador ( desktop ou notebook ) com conexão a internet. Tais tecnologias são essenciais para que as aulas aconteçam. Também é importante lembrar que são necessários conhecimentos técnicos básicos sobre gravação de áudio, gravação de vídeo, capturar imagens e comunicação via aplicativo

ABCEDÁRIO de termos experimentados: CAPITALISMO

Imagem
No ABCedário de termos experimentados que criei, a letra C refere-se a expressão "capitalismo". Esta ocorrência se relaciona intimamente com fenômenos como: - Trabalho precário; - Informalidade; - Desemprego; - Uberização da vida, ou seja, viver da prestação de serviço; - Consumo em alta e consequentemente endividamento em alta.  E como definir o capitalismo? Em um tom mais Deleuziano é possível pensar o capitalismo como maneira de submeter o desejo a uma forma de desejar. No sistema capitalista o desejo perde em pluralidade (ou multiplicidade). Um sistema que, por privilegiar o mercado como espaço social fundamental de interação, tende a organizar todas esferas sociais de valores a partir da forma mercadoria. Nesse processo a diferença é reduzida a identidade.  E aí, topa reduzir o mundo aos modelos de consumo capitalista?

Exercícios de Manulações - Básico 1

Imagem
O desenvolvimento de uma rotina de estudos é essencial para que bateristas e percussionistas tenham uma manutenção técnica diária, especialmente com manulações.  Grande parte do material de referência da área da percussão utiliza-se dos rudimentos para isso. Os rudimentos consistem em padrões de manulação e de ritmos elaborados em forma de lista pela Percussive Art Society (PAS). Podem ser baixados no site da  PAS .  Além do catálogo da PAS com os 40 RUDIMENTOS, existem outros livros e materiais didáticos que exploram o estudo de grupamentos rítmicos, tipos de toque e sequência de mãos para percussionistas. Como o objetivo deste texto não é a análise de métodos, vou recorrer a um exercício derivado dos rudimentos que utilizo para manter a técnica de mãos em dia. Manulações são as sequências do toque das mãos dentro de uma alternância entre direita e esquerda. Alguns exemplos de manulações básicas são: direita/esquerda (D/E), direita/direita(D/D), esquerda/esquerda (E/E). Mais que enten

Educar na Pandemia #2

Imagem
Anteriormente escrevi sobre as mudanças provocadas pela pandemia na educação escolar . Desta vez, abordo mais especificamente o ensino musical. O que pode o ensino de música  online ? O que é possível fazer em uma situação de aula de música a distância? Recentemente li o artigo de Ana Baltazar Costa, disponível no site português Publico.pt , sobre "A impossibilidade do ensino a distância no Ensino Artístico". A autora argumenta que, ao contrário de outras disciplinas, nas artes lidamos com um tipo de produção de conhecimento que é de natureza prática. Ou seja, as especificidades dos cursos artísticos não são viabilizadas integralmente quando saímos do presencial para o ambiente virtual. Concordo com Ana Baltazar que diz que nenhuma solução (EaD) será ideal para "uma boa consolidação dos conteúdos e um processo de ensino e aprendizagem eficientes" no campo das artes. Sensível ao momento de urgência que estamos passando, fica sob responsabilidade das escolas, diretore

Humor: regras de ouro para tocar em conjunto (Traduzido)

Imagem
As "regras de ouro para tocar em conjunto" são dicas bem humoradas sobre a prática musical em grupo. Encontrei primeiramente uma lista com 12 tópicos na página da New Horizons Music Studio . Depois descobri uma outra versão (ampliada para 17 itens) na página do guitarrista Elliott Handall . A tradução é livre e com ajuda do Google tradutor . 1- Todos devem tocar a mesma peça. 2- Pare a cada sinal de repetição e discuta em detalhes se deve ou não repetir. O público vai adorar muito! 3- Se você tocar uma nota errada, dê uma olhada desagradável a um de seus parceiros. 4- Mantenha sua tabela de dedilhados à mão. Você sempre pode conversar com os outros. 5- Afine cuidadosamente o seu instrumento antes de tocar. Dessa forma, você pode tocar desafinado a noite toda com a consciência limpa. 6- Leve o tempo que for necessário para virar as páginas. 7- A nota certa na hora errada é uma nota errada (e vice-versa). 8- Se todos se perderem, exceto você, siga aqueles que se perderam. 9- Es

Educar na Pandemia #1

Imagem
O momento é de mudança nos hábitos. Mas não são apenas as rotinas que mudam. O distanciamento social causado pela pandemia trouxe também grandes mudanças na educação, especialmente no campo pedagógico. Boa parte dos encontros e das aulas migraram para a internet. Sem uma noção muito consistente do que é provisório e o que é duradouro só me resta chamar tudo isso de “grande mudança”. Como ficam as escolas, universidades, conservatórios de música? Será que tudo isso voltará a ser como antes passado alguns meses? Arisco-me a dizer que em matéria de educação já não somos mais os mesmos e também não vivemos/aprendemos como nossos pais. Se tivermos um período ainda mais longo de isolamento (alguns já falam em anos), acredito que, aquilo que chamamos de provisório na educação se tornará consolidado. Ainda que as instituições educativas retornem suas atividades em alguns meses, não me parece que a concepção de distanciamento social seja algo momentâneo, passageiro. Os efeitos práticos disso no

LOCKDOWN - Peter Erskine

Imagem
Peter Erskine Dias e as noites estão mais silenciosos por todos os cantos. Entre ruas e caminhos mais desocupados é possível descobrir novos sons. Lockdown oferece sutileza e refinamento aos momentos de limitação do movimento. É a homenagem do baterista Peter Erskine a outro grande baterista, Elvin Jones. Gravada ao vivo na Califórnia pouco antes da quarentena americana entrar em vigor. Que tenhamos dias melhores.

Populares

Songbooks de Jazz digitalizados

Aprender a estudar

Ritmos Brasileiros: Ijexá